21 alimentos que podem Causar Aborto Espontâneo no início da Gravidez

Compartilhe

Alimentos que podem causar aborto espontâneo no início da gravidez incluem caranguejos, babosa, coxinha, ervas, mamão, cafeína, maçãs selvagens, vegetais não lavados e com casca, frutos do mar, abacaxi, semente de gergelim, batata germinada, junk food, fígado animal, pêssego, carne processada, couve crua, peixe rico em mercúrio, álcool, ovos crus e não pasteurizados lacticínios.

A gravidez é um passeio alegre, mas estressante, na montanha-russa para todas as mães. A maternidade começa na gravidez, a parte mais importante e crucial de qualquer gravidez é manter uma dieta equilibrada e nutritiva durante toda a viagem. Frutas e vegetais frescos sempre vêm ao resgate.

Mas existem certos alimentos que não devem ser consumidos durante a gravidez. Porque esses alimentos podem causar aborto espontâneo no primeiro trimestre. Aqui neste artigo, compartilharemos as informações sobre esses alimentos.

aborto espontâneo

21 alimentos que podem causar aborto espontâneo no início da gravidez

A gravidez não vem sozinha, vem com náusea, enjoo matinal, sensação de desconforto, dor no corpo e ânsias de comida também. Várias mulheres sabem o que deve ser ingerido e o que deve ser evitado durante a gravidez para sua saúde e para o bebê em crescimento. Vamos dar uma olhada nos itens alimentares mencionados abaixo, que devem ser evitados à risca.

Caranguejos

Os caranguejos são considerados uma fonte rica de cálcio, mas também contêm colesterol alto. Eles podem encolher o útero, o que pode causar hemorragia interna e aborto espontâneo. Portanto, a melhor maneira de evitá-lo completamente é não consumir caranguejos durante a gravidez.

Babosa

Embora o Aloe Vera ofereça inúmeros benefícios à saúde, também apresenta algumas desvantagens. A maioria das mulheres tenta consumir aloe vera deliberadamente durante a gravidez, mas é a coisa errada a fazer. Aloe Vera contém antraquinonas, que é uma espécie de laxante.

Veja também >> Conheça os Benefícios maravilhosos do Abacaxi na Saúde

Este induz a contração do útero e pode causar sangramento pélvico. Como resultado, isso leva a um aborto espontâneo. No entanto, você pode aplicar gel de aloe vera no rosto durante a gravidez, pois é totalmente seguro.

Moringa Baqueta

As baquetas devem ser totalmente evitadas durante a gravidez, pois são compostas por alfasitosterol, que é prejudicial à gravidez. Mas como todos sabemos que as baquetas contêm uma boa quantidade de ferro, vitamina e potássio, você pode consumi-los durante a gravidez, mas em quantidade muito limitada.

Cafeína

É bastante seguro quando consumido com moderação. Mas é aconselhável observar alguma restrição quando estiver grávida. O consumo excessivo de cafeína pode levar a um bebê abaixo do peso ou a um aborto espontâneo. Também tem um leve efeito diurético, por isso deve ser consumido em uma porção limitada. Você pode encontrar cafeína não apenas no café, mas também no chá, em algumas bebidas energéticas e nos chocolates.

Mamão

O mamão verde e verde contém alguns componentes laxantes que provocam o parto prematuro. Existem algumas enzimas nas sementes de mamão que podem causar a contração do útero. Às vezes, isso leva a um aborto espontâneo.

9 Benefícos da Ameixa na Gravidez

Ervas

A maioria dos especialistas sugere não consumir ervas durante a gravidez. Existem algumas quantidades de esteróides nas ervas, que podem afetar negativamente o crescimento do bebê. Uma erva chamada Centella pode prejudicar o fígado e o cérebro do bebê, mas também pode causar icterícia. Outro chamado Dong Quai pode iniciar um parto prematuro ou um aborto espontâneo.

Maçãs Selvagens

As mulheres grávidas não devem consumir maçãs silvestres durante a gravidez. Maçãs silvestres contêm propriedades ácidas e azedas que podem induzir a contração do útero. Isso pode levar a um aborto espontâneo ou parto prematuro.

Legumes não lavados e com casca

Os vegetais verdes frescos fornecem inúmeros benefícios para a mulher grávida. Mas se você consumi-los crus ou não lavados, eles podem causar problemas. Os vegetais com folhas crus não lavados possuem o toxoplasma gondii, um parasita comum. Pode causar toxoplasmose.

Leia mais > Grávida pode Comer Abacaxi

Qualquer mulher grávida infectada pode transmiti-lo ao feto. Antes de consumir, mergulhe todos os vegetais em água salgada e lave-os bem em água corrente. Enxágue, descasque e cozinhe bem. Lave os talheres também.

Frutos do mar

Frutos do mar também podem causar problemas. Camarões, ostras, crustáceos, sashimi, sushi podem ser poluídos com listeria O consumo de frutos do mar durante a gravidez pode causar parto prematuro ou aborto espontâneo. Se você deseja frutos do mar, cozinhe-os bem. Nunca consuma o cru.

Batata germinada

Se houver batatas na sua cozinha que não são utilizadas há muito tempo, evite usá-las. Como as batatas não utilizadas desenvolvem pequenos brotos verdes, isso pode ser prejudicial para qualquer mulher grávida. Os brotos desenvolvidos contêm solanina, o que pode dificultar o crescimento fetal.

Abacaxi

O abacaxi é outra fruta que deve ser evitada. Ele contém uma grande quantidade de bromelaína, que amolece o colo do útero e provoca contrações prematuras do parto.

Veja também > Como Prevenir Estrias Depois da Gravidez

Essa condição pode causar um aborto espontâneo. Você pode consumir uma quantidade moderada de abacaxi, mas nunca em grandes quantidades. Isso pode causar sangramento.

Sementes de Sesamo

Quer se trate de semente de gergelim preta ou branca, quando consumida com mel pode causar problemas no início da gravidez. Portanto, a semente de gergelim deve ser consumida em uma quantidade mínima após consulta com um médico.

Junk food

Toda junk food oferece apenas altas calorias, gordura e açúcar. Nunca oferece nenhum nutriente ao seu corpo. O consumo excessivo de junk food pode causar ganho excessivo de peso, doenças cardíacas e diabetes gestacional. Isso aumenta o risco de dar à luz um bebê com excesso de peso. Evite junk food completamente durante o período de gravidez.

Fígado Animal

O fígado animal contém muita vitamina A. Você pode ingeri-lo duas vezes por mês, mas não mais do que isso. O consumo excessivo de fígado de animal pode promover o acúmulo gradual de retinol. Esta condição pode afetar negativamente a saúde do bebê.

Peixe Rico em Mercúrio

Tenha cuidado ao consumir qualquer peixe. Tente comer um tipo de peixe se quiser adicionar peixes à sua dieta. É importante evitar peixes com alto teor de mercúrio, como o orange roughy, o tubarão, o peixe-azulejo, o atum patudo, a cavala, o marlin e o espadarte. O consumo de mercúrio pode afetar adversamente o sistema nervoso e o cérebro em desenvolvimento do bebê.

Pêssego

Nunca consuma pêssegos em grandes quantidades, pois pode produzir calor excessivo no corpo durante a gravidez. Essa condição pode causar hemorragia interna.

Olha isso > 9 Melhores Sucos para Consumir durante a Gravidez

Se você estiver comendo pêssegos, então definitivamente retire a casca, porque os pelos da fruta podem causar coceira e queimação na garganta.

Carne processada

Evite carnes processadas como salsichas, salame, calabresa, frios, carne recheada e picada, patê, etc. Essas carnes abrigam algumas bactérias perigosas que podem causar intoxicação alimentar. Não consuma carne crua e mal cozida quando estiver grávida, pois essas carnes podem causar natimortos, parto prematuro ou aborto espontâneo. É importante cozinhar bem a carne e reaquecê-la antes de consumi-la.

Brotos Crus

Os médicos recomendam consumir brotos cozidos em vez de crus. Os brotos são os favoritos de muitos. Mas os brotos crus carregam salmonela. Portanto, evite consumir brotos crus, como feijão-mungo, trevo, alfafa ou rabanete.

Álcool

O consumo de álcool não é bom para nenhuma mulher grávida. Pode afetar negativamente o desenvolvimento do cérebro do feto. Também aumenta os riscos de aborto espontâneo ou natimorto. Portanto, as mulheres que gostam de beber podem ter que abandonar o álcool quando engravidarem.

Veja também >> Laxante Natural para Prisão de Ventre

Uma pequena quantidade de álcool pode ser perigosa para o seu filho, pois pode causar deficiência intelectual, defeitos cardíacos e deformidades faciais.

Ovos Crus

Os ovos crus contêm a bactéria Salmonella, que pode causar náuseas, diarreia, cólicas estomacais, febre e vômitos. Às vezes, pode causar cólicas no útero, o que pode levar ao aborto espontâneo ou parto prematuro. Cozinhe bem os ovos e evite ovos pochê, ovos mexidos levemente, maionese caseira, molho holandês, molho de salada caseiro, sorvete caseiro e cobertura de bolo.

Produtos lácteos não pasteurizados

Existem muitas bactérias nocivas no leite cru, no queijo não pasteurizado e no queijo curado macio. O consumo de produtos lácteos não pasteurizados pode causar várias infecções que podem ter consequências fatais para o bebê. Para evitar o risco, consuma apenas leite pasteurizado, queijo, suco de frutas ou qualquer outro laticínio.

Conclusão

É muito importante manter uma alimentação saudável e equilibrada durante a gravidez. Você deve adicionar alimentos de todos os grupos de alimentos para obter todas as vitaminas e nutrientes necessários. É essencial consumir todos os alimentos com moderação. O consumo excessivo pode ser prejudicial para a mãe e para o feto.

Antes de estabelecer sua dieta diária, consulte sempre seu ginecologista e nutricionista nesse período tão importante da sua vida.

Via > Parentinghealthybabies


Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

google.com, pub-2805716833148691, DIRECT, f08c47fec0942fa0