Quais são os sinais de uma crise de meia-idade?

Compartilhe

Acredita-se que as pessoas que estão passando por uma crise de meia-idade estão lutando contra sua própria mortalidade e, em algum momento durante a meia-idade, abandonam algumas de suas responsabilidades em favor da diversão. É por isso que o termo “crise da meia-idade” costuma fazer as pessoas arrumarem amantes as vezes imaginários e compradores compulsivos de carros esportivos.

Quais são os sinais de uma crise de meia-idade?
Photo by Andrea Piacquadio on Pexels.com

Uma visão geral da Crise de Meia Idade

Acredita-se que o envelhecimento leve a sentimentos de depressão , remorso e ansiedade social. E uma crise de meia-idade é uma fase que ajuda as pessoas a se sentirem jovens novamente enquanto lutam para aceitar o fato de que suas vidas estão pela metade ou simplesmente saberem que o final da vida útil de uma pessoas está se aproximando.

Veja também > O que é Ansiedade Social e quais seus Sintomas

Mas, a turbulência emocional que algumas pessoas experimentam durante a meia-idade nem sempre leva a grandes mudanças no estilo de vida que envolvem o desejo de ser jovem novamente. Na verdade, uma crise de meia-idade pode se transformar em algo positivo.

As crises de Meia-idade são reais?

Nem todo mundo passa por uma crise de meia-idade. Na verdade, estudos mostram que uma crise de meia-idade não é um problema para as pessoas em muitas partes do mundo.

elderly gentleman making silence gesture in studio
Photo by Andrea Piacquadio on Pexels.com

Na verdade, alguns pesquisadores acreditam que a noção de crise da meia-idade é uma construção social. E é a crença de que se supõe que você tem algum tipo de crise quando se chega aos 40 anos que leva algumas pessoas a dizer que pode experimentar por exemplo um Colapso Nervoso por exemplo .

Veja mais em : Os Poderosos Efeitos Cognitivos da Narrativa Positiva

Uma pesquisa foi feita nos Estados Unidos e conduziu uma quantidade determinada de pessoas que passaram por crises diversas e aproximadamente 26% dos participantes relataram ter uma crise de meia-idade.

A maioria dos participantes da pesquisa relatou que sua crise de meia-idade ocorreu antes dos 40 anos ou depois dos 50, entretanto.

Isso levanta a questão de se essas crises estavam realmente relacionadas à meia-idade, uma vez que a meia-idade é geralmente considerada como tendo 45 anos. Uma em cada quatro pessoas que afirma ter tido uma crise de meia-idade, a grande maioria afirma que foi causada por um grande evento, e não por causa da idade. Os fatores que desencadearam a crise incluíram mudanças na vida, como divórcio, perda do emprego ou a perda de um parente por exemplo.

Sinais de uma Crise de Meia idade

Como “crise de meia-idade” não é um diagnóstico oficial, é um conceito difícil para os pesquisadores estudarem. Os pesquisadores muitas vezes discordam sobre o que constitui uma crise de meia-idade.

Grande parte da pesquisa depende das respostas dos indivíduos às perguntas sobre se eles passaram por uma crise de meia-idade. É claro que o que uma pessoa define como crise pode não ser consistente com o que outra pessoa considera uma crise de meia-idade.

Veja isso > Você sabe o que é um Colapso Nervoso?

Embora normalmente se pense que uma crise de meia-idade envolve o medo da morte ou o desejo de ser jovem novamente, as emoções experimentadas durante uma crise de meia-idade podem não ser muito diferentes da angústia que alguém pode sentir durante qualquer outro tipo de crise na vida.

stylish woman in home clothes with face mask looking in mirror
Photo by Anna Shvets on Pexels.com

American Psychological Association diz que uma crise emocional é evidente a partir de “uma mudança clara e abrupta de comportamento”. 

Exemplos de mudanças comportamentais podem incluir:

  • Negligência com a higiene pessoal
  • Mudanças dramáticas nos hábitos de sono
  • Perda ou ganho de peso
  • Mudanças pronunciadas no humor, como aumento da raiva, irritabilidade, tristeza ou ansiedade.
  • Retirada da rotina normal ou de relacionamentos

Causas Principais

Para muitas pessoas, a meia-idade é uma época em que os relacionamentos e os papéis estão mudando. Algumas pessoas podem precisar começar a cuidar de pais idosos durante a meia-idade e outros podem se tornar pais vazios – ou podem sentir que seus filhos estão crescendo rápido demais.

Para algumas pessoas, a meia-idade pode ser uma época de arrependimentos .

O processo de envelhecimento se torna mais aparente do que nunca durante esse período também. Alguns indivíduos podem desenvolver doenças, enquanto outros podem começar a notar um declínio em suas habilidades físicas.

Veja também : Como a Dor Emocional afeta seu Corpo

Para alguns indivíduos, a meia-idade pode ser um momento de imensa reflexão. Eles podem olhar para trás ao longo de seus anos e questionar como suas vidas poderiam ter sido se tivessem seguido um caminho diferente. Algumas pessoas podem se arrepender de não escolher uma carreira diferente ou de não criar uma vida que um dia sonharam viver. Outros podem refletir sobre os dias mais felizes de suas vidas.

Olha aqui > O que fazer Quando Você precisar Conversar com Alguém?

Para aqueles que são orientados para um objetivo, pode haver menos reflexão e mais ação. Em vez de olhar para os anos passados, eles podem começar a lutar para cumprir objetivos maiores na segunda metade de suas vidas.

Queda nos Níveis de Felicidade

Muitos estudos indicam que a felicidade é em forma de U. Um declínio gradual na felicidade começa durante o final da adolescência e continua até que o indivíduo chegue aos 40 anos. A felicidade começa a aumentar novamente na casa dos 50 anos.

Dados sobre meio milhão de americanos e europeus concluíram que essa tendência é verdadeira. Indivíduos na casa dos 60 anos relataram que nunca foram mais felizes, mas as pessoas na casa dos 40 se sentiam como se estivessem em um ponto mais baixo.

Veja mais em : Os Poderosos Efeitos Cognitivos da Narrativa Positiva

Esta curva em forma de U não parece ser universal, no entanto. É mais prevalente em nações de alta renda. Um declínio gradual na felicidade pode explicar por que algumas pessoas parecem entrar em crise de meia-idade – elas estão em uma crise de felicidade.

Embora os dados sugiram que as pessoas se tornam mais felizes novamente mais tarde na vida, existe uma crença generalizada de que a felicidade continua diminuindo à medida que envelhecemos. Portanto, algumas pessoas na casa dos 40 anos podem pensar que a vida só vai piorar, o que pode desencadear uma crise de meia-idade.

Crise da Meia-idade versus Depressão

Algumas pessoas podem sofrer de depressão durante a meia-idade e se referir ao estado depressivo como a crise de meia-idade. Mulheres com idades entre 40 e 59 anos têm as taxas mais altas de depressão (12,3%) de qualquer grupo com base na idade e sexo.

monochrome photo of an old man
Photo by Vlad Chețan on Pexels.com

As taxas de suicídio são mais altas durante a meia-idade – principalmente entre os homens brancos. Pessoas entre 45 e 54 anos têm maior probabilidade de se matar do que qualquer outra faixa etária.

Uma crise de meia-idade causa depressão? A depressão causa uma crise de meia-idade? Ou a depressão que as pessoas experimentam durante a meia-idade é simplesmente referida como uma crise de meia-idade?

Da mesma forma, uma crise de meia-idade aumenta o risco de suicídio? Ninguém sabe ao certo se uma crise de meia-idade é separada de uma crise de saúde mental que pode simplesmente ocorrer durante qualquer fase da vida de um indivíduo.

Crise da Meia idade versus Demência

Algumas pessoas podem confundir problemas de saúde com uma crise de meia-idade também. Uma mudança no comportamento ou na personalidade pode ser um sinal de demência. E embora tenhamos a tendência de pensar que Alzheimer e demência afetam apenas os idosos, a sociedade de Alzheimer relata que 5% dos casos começam antes dos 65 anos.

Pessoas com demência de início precoce podem ter problemas para planejar, organizar ou pensar no futuro. Consequentemente, eles podem ficar estressados ​​ou ficar confusos com facilidade.

Aspecto Positivo

Um estudo de 2016 publicado no International Journal of Behavioral Development descobriu um lado positivo para a crise da meia-idade – a curiosidade. Os pesquisadores descobriram que as pessoas que estavam passando por uma crise – fosse um quarto de vida ou uma crise de meia-idade – experimentaram uma curiosidade aumentada sobre si mesmas e o mundo ao seu redor.

daughter explaining elderly mother how using smartphone
Photo by Andrea Piacquadio on Pexels.com

angústia e a incerteza vivenciadas pelos participantes trouxeram abertura a novas ideias, que podem trazer insights e soluções criativas. Essa curiosidade pode levar a novos avanços ou novas oportunidades, que podem ser a fresta de esperança em meio a uma crise.

Quando obter ajuda

A turbulência da meia-idade pode trazer mudanças positivas que não requerem ajuda profissional. Talvez você se torne mais espiritual ou talvez decida começar a se voluntariar para que sinta que sua vida tem mais significado.

Como ajudar

Se você suspeita que um amigo ou membro da família pode estar passando por uma crise de meia – idade, há várias coisas que você pode fazer para apoiar:

  • Seja um bom ouvinte:  deixe seu ente querido falar sobre seu sofrimento. Ouça sem fazer julgamentos e evite oferecer conselhos no início.
  • Expresse sua preocupação:  evite dizer coisas como “Você parece estar tendo uma crise de meia-idade”. Em vez disso, faça perguntas que não envergonhem ou culpem. Diga algo como: “Você não parece ser você mesmo recentemente. Você está bem?”
  • Fale sobre a importância de obter ajuda:  Incentive a pessoa a falar com seu médico. Lembre-se de que pode haver um problema médico por trás das mudanças que você vê. Uma condição da tireoide, por exemplo, pode causar uma mudança no humor.
  • Obtenha ajuda para você mesmo:  Se alguém próximo a você se recusar a procurar ajuda, peça ajuda para você mesmo. Conversar com um profissional de saúde mental pode ajudá-lo a desenvolver um plano que lhe permite apoiar o outro indivíduo, ao mesmo tempo que estabelece limites saudáveis ​​para você mesmo.
  • Procure ajuda imediata se alguém for suicida:  Se alguém estiver ameaçando fazer mal a si mesmo ou a outras pessoas, intervenha imediatamente. Se necessário, leve a pessoa ao pronto-socorro para avaliação. Se a pessoa se recusar a ir ao hospital, chame uma ambulância e não deixe a pessoa sozinha.

Uma palavra de Ajuda

Embora apenas um profissional de saúde mental treinado possa fornecer um diagnóstico, ler e buscar ajuda sobre os seus sintomas ajudará a informar se o que você está sentindo é típico de transtorno relacionado a sua saúde mental.

joyful adult daughter greeting happy surprised senior mother in garden
Photo by Andrea Piacquadio on Pexels.com

Se você achar que seus sintomas correspondem podem estar relacionados a qualquer tipo de transtorno seja ele emocional, mental ou físico, saiba que há ajuda disponível. Obter ajuda pode parecer difícil no início, mas será um passo na direção certa e valerá a pena no final.

Em todo o caso se você já estiver em tratamento e deseja conversar com alguém sobre o seu problema, o site BetterHelp.com poderá lhe ajuda com pessoas dedicadas a escutar você.


Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

google.com, pub-2805716833148691, DIRECT, f08c47fec0942fa0