11 melhores dicas para higiene vaginal

Compartilhe

Assim como a menstruação, a higiene vaginal é um tabu. Muitas mulheres, até o momento, evitam falar, discutir ou compartilhar dicas sobre como manter a higiene feminina. Portanto, é importante saber sobre higiene vaginal para manter os órgãos genitais limpos e o aparelho reprodutor saudável.

higiene vaginal

11 melhores dicas para higiene vaginal

Mantenha as roupas íntimas limpas e secas

Não limpar a vagina após urinar pode fazer com que a calcinha fique molhada, o que leva a um mau cheiro vaginal e odor e coloca você em risco de infecções vaginais. Portanto, é sempre aconselhável limpar a área com papel higiênico ou pano macio para que a roupa de baixo esteja sempre seca. A secreção ou secreção vaginal é uma indicação de um ambiente vaginal saudável. O uso de produtos como talco ou limpeza excessiva da vagina pode torná-la muito seca, o que pode causar coceira e secagem da vagina. Também pode causar dor durante o sexo e torná-lo sujeito a lesões. De acordo com uma pesquisa, o uso de pó de talco perineal pode aumentar o risco de câncer endometrial.

Troca de absorventes higiênicos após 4-6 horas

De acordo com um ginecologista de Delhi, as mulheres com fluxo sanguíneo normal devem trocar o absorvente higiênico a cada 4-6 horas. O mesmo se aplica aos dias em que há fluxo sangüíneo leve. No entanto, se houver fluxo intenso durante os períodos, a troca dos absorventes higiênicos a cada 3-4 horas é obrigatória. Se estiver usando um tampão, troque-o a cada 6 horas sem falha. Além disso, limpe a área sempre que for ao banheiro durante os períodos. Se absorventes higiênicos ou tampões não forem trocados por um longo tempo, pode causar erupções cutâneas e odores ruins. Em certos casos, também pode causar infecções. Além disso, algumas mulheres tendem a usar almofadas de pano reutilizáveis ​​que precisam ser devidamente lavadas e secas antes de serem usadas.

Limpe a vagina após a relação sexual sem falhar

Certifique-se de limpar a vagina sempre que fizer sexo. Isso ocorre porque os fluidos corporais e as partículas dos preservativos podem causar irritação. Além disso, não limpar após o ato pode torná-la propensa a infecções vaginais. Portanto, sempre limpe a vagina após o sexo com água para evitar infecções, como infecções do trato urinário.

Evite sabão ao lavar a vagina

Não use sabonetes fortes ou perfumados para limpar a vagina. O uso de sabonetes com produtos químicos prejudiciais como glicerol, perfumes e antissépticos pode afetar o equilíbrio saudável das bactérias na vagina. Além disso, também pode alterar o ph na região vaginal, o que pode causar irritação e crescimento de bactérias prejudiciais à saúde. Melhor usar água e sabão simples, de preferência água morna para lavar a área ao redor da vagina.

Evite duchas

Uma ducha é um dispositivo que injeta água na vagina para limpar as secreções vaginais e envolve o uso de certos produtos químicos que podem interferir no ph vaginal. Isso pode perturbar as bactérias vaginais normais. Além disso, não há evidências de que a ducha pode proteger contra infecções sexualmente transmissíveis ou infecções vaginais.

Evite produtos perfumados de higiene feminina

Não é uma boa ideia usar produtos de higiene feminina como lenços perfumados, desodorantes vaginais ou esfoliantes para manter a vagina saudável. Na verdade, esses produtos podem piorar a condição e tornar a pessoa propensa a infecções. Além disso, o uso de esfoliantes vaginais pode levar à descamação da pele, o que pode aumentar o risco de infecções.

Ter sexo seguro

Sexo desprotegido acarreta o risco de infecções sexualmente transmissíveis, como clamídia, gonorreia, herpes, verrugas, sífilis e vírus da imunodeficiência humana (HIV). Portanto, usar proteção como preservativos sempre que fizer sexo é uma das maneiras mais simples e eficazes de prevenir DSTs, infecções vaginais, e gravidezes indesejadas. Mas antes de usar, verifique se há algum material alérgico e escolha o correto. Além disso, evite usar lubrificantes durante o ato, pois eles danificam a vagina e também colocam o risco de infecções.

Evite usar roupas apertadas

A maioria dos especialistas sugere o uso de roupas íntimas de algodão. Isso ocorre porque o uso de roupas justas feitas de tecidos sintéticos causa suor devido à redução da circulação de ar. A transpiração e a umidade excessivas podem causar o crescimento de bactérias e leveduras, causando infecção vaginal. Evite usar calças de couro, jeans apertados e maiôs molhados por um longo período de tempo. Além disso, continue trocando de roupa depois de malhar ou de fazer qualquer atividade que possa causar suor.

Aprenda a maneira certa de limpar

A maneira certa de limpar a vagina é da frente para trás; da vagina para o ânus e não o contrário, que arrastará as bactérias nocivas para a vagina.

Não raspe os pelos púbicos

Algumas mulheres preferem raspar os pelos pubianos, pois eles parecem nojentos e sujos. Mas, de acordo com os pesquisadores, os pelos púbicos funcionam como uma rede de segurança que protege a vagina de infecções bacterianas.

Não ignore os sinais de infecções vaginais

Nunca ignore os sinais e sintomas de infecções vaginais. Se tiver um cheiro fedorento ou corrimento vaginal excessivo ou corrimento vaginal colorido, consulte o médico. Nunca ignore uma coceira e dor na região vaginal, pois pode ser um sinal de um problema de saúde subjacente.

Conclusão

Toda mulher deve seguir dicas básicas de higiene feminina para uma vagina saudável. Espalhe a consciência e fique limpo.

Via > Parentinghealthybabies


Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

google.com, pub-2805716833148691, DIRECT, f08c47fec0942fa0