Quais são os Tipos e Sintomas de Ataques de Pânico?

Compartilhe

Hoje em dia há mais sintomas sendo classificados como ataque de pânico, mas normalmente são caracterizados por sentimentos de medo, pavor e perseguição. Os ataques não são classificados como transtorno de saúde mental em si, mas sim como um conjunto de sintomas que ocorrem no contexto de outros transtornos mentais.

bare feet boy child couch
Photo by Pixabay on Pexels.com

 Os ataques de pânico são classificados em dois tipos:

  • esperados
  • inesperados.

     Veja os sintomas mais comuns e alguns detalhes sabre cada um.

Sintomas

Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5) é o manual usado por profissionais de saúde mental para fazer diagnósticos precisos.

De acordo com os critérios de diagnóstico listados no manual DSM-5. Os ataques de pânico são experimentados como uma sensação repentina de medo e pavor e até perseguição. Esses sintomas são acompanhados por pelo menos quatro outros sintomas mentais, emocionais e físicos.

Os quatro ou mais outros sintomas podem incluir: 1

  • Dor ou desconforto forte no peito
  • Calafrios ou ondas de calor com intensidade
  • Suor excessivo e sem Origem
  • Medo de morrer e sufocamento
  • Medo de perder o controle ou enlouquecer
  • Sensação de asfixia
  • Sensação de tontura, instabilidade, vertigem e sensação de queda
  • Sensação de dormência ou formigamento (parestesias)
  • Palpitações cardíacas ou coração acelerado
  • Náusea e ou dores abdominais
  • Falta de ar ou Sensações sufocantes
  • Corpo com tremedeira ou corpo sacudindo sem origem definida

Os sintomas de ataque de pânico costumam surgir bem rapidamente e atingir o certo “pico” em minutos. Depois que o ataque de pânico passa, os sintomas podem diminuir completamente ou a pessoa pode permanecer em um estado de ansiedade, com palpitações e possivelmente repetindo o ciclo de pânico por mais algumas vezes. O pânico possui singularidades e pode variar de pessoa para pessoa.

Tipos de ataques de pânico

Os ataques de pânico não apenas podem variar em intensidade e duração, mas também podem diferir de acordo com o que motivou o ataque. O DSM-5 lista dois tipos separados e distintos de ataques de pânico: ataques de pânico esperados e ataques de pânico inesperados.

woman standing beside window with pink curtain
Photo by Hakeem James Hausley on Pexels.com

Ataques de pânico esperados

Ataques esperados são antecipados quando uma pessoa é submetida a pistas específicas ou gatilhos de pânico. Por exemplo, alguém que tem medo de espaços fechados (claustrofobia) pode esperar ter ataques de pânico quando estiver em um elevador ou em outras áreas apertadas.

Uma pessoa que tem medo de voar (aerofobia ) pode, previsivelmente, ter um ataque de pânico ao embarcar em um avião, no momento da decolagem ou em algum momento durante o voo por exemplo. 

Ataques de pânico inesperados

Ataques de pânico inesperados ocorrem repentinamente sem nenhuma causa ou indicação óbvia. Quando ocorre um ataque de pânico inesperado, a pessoa pode estar completamente relaxada antes que os sintomas se desenvolvam. É rápido, mas você consegue ver alguns sinais antes do ataque mais forte.

Diagnóstico

Os ataques de pânico são mais frequentemente associados a um diagnóstico de transtorno do pânico, mas podem estar associados a outros transtornos de saúde mental.

woman having a video call
Photo by Edward Jenner on Pexels.com

Os ataques de pânico costumam estar relacionados a transtornos de humor e ansiedade, como:

  • Agorafobia
  • Transtorno bipolar
  • Transtorno de ansiedade generalizada (GAD)
  • Transtorno depressivo maior
  • Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC)
  • Transtorno de estresse pós-traumático (PTSD)
  • Transtorno de ansiedade social (SAD)
  • Fobias específicas

Esses ataques também podem ocorrer em conjunto com uma variedade de transtornos de saúde mental, incluindo transtornos de personalidade , transtornos alimentares e transtornos relacionados a substâncias.

Se você está tendo ataques de pânico, seu médico poderá determinar se seus sintomas são uma indicação de que você tem transtorno do pânico ou uma condição diferente.

Seu médico pode fornecer um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado. Quanto mais cedo você for tratado para seus sintomas de pânico, mais cedo poderá controlar seus ataques.

Ataques de pânico no transtorno de pânico

O transtorno de pânico é uma condição de saúde mental complexa que envolve sentimentos de ansiedade e apreensão. Conforme descrito no DSM-5, o transtorno do pânico é classificado como um transtorno de ansiedade com seu próprio conjunto distinto de critérios diagnósticos.

couple having rest on river embankment
Photo by Ryutaro Tsukata on Pexels.com

Ter experimentado um ataque de pânico imprevisto geralmente é um sinal de que uma pessoa pode esperar ter mais ataques de pânico no futuro. Ataques de pânico recorrentes e inesperados são uma característica marcante de um transtorno de pânico. Também existe uma preocupação persistente em ter ataques adicionais ou mudanças significativas no comportamento relacionadas aos ataques de pânico.

Pessoas diagnosticadas com transtorno do pânico também podem estar sujeitas a ataques de pânico noturnos, um tipo de ataque de pânico inesperado que ocorre quando uma pessoa está dormindo profundamente e a acorda com sintomas de pânico. 

Como descobrir o que é um Ataque de Pânico?

O transtorno de pânico geralmente se desenvolve no final da adolescência ou início da idade adulta, mas pode ocasionalmente começar na infância ou no final da idade adulta. Também é quase duas vezes mais prevalente em mulheres do que em homens. Por causa disso, os especialistas recomendam que mulheres e meninas com mais de 13 anos sejam testadas para transtornos de ansiedade durante os exames de cuidados preventivos de rotina.

As causas do transtorno do pânico não são conhecidas atualmente, mas pesquisas encontraram fortes vínculos familiares, sugerindo que ter um membro próximo da família biológica com transtorno do pânico coloca alguém em maior risco de desenvolver essa condição.

Diferentes teorias examinam a influência das influências ambientais, biológicas e psicológicas. A maioria dos especialistas concorda que o transtorno do pânico é o resultado de uma combinação desses fatores.

Tratamento para transtorno de pânico

Uma pessoa com transtorno do pânico pode apresentar grandes limitações devido aos ataques de pânico. Por exemplo, eles podem gastar uma quantidade significativa de tempo preocupando-se com futuros ataques e podem até evitar certos lugares e situações que acreditam se os gatilhos mentais de originam este transtorno.

calm asian female choosing herbarium in store
Photo by Amina Filkins on Pexels.com

Além disso, muitas pessoas com este transtorno lidam com a solidão e o isolamento, sentindo vergonha de seus sintomas. O temor de ser rejeitado e ser julgado negativamente por outras pessoas pode fazer os sintomas se ampliarem caso você não se cuide.

Como Buscar ajuda Contra os Ataques de Pânico

Embora não haja cura para o transtorno do pânico, existem várias opções de tratamento disponíveis para ajudar as pessoas a controlar os sintomas. As opções mais comuns incluem medicamentos prescritos e / ou psicoterapia e acompanhamento.

ajuda para buscar o equilíbrio contra os ataques de pânico pode ser encontrado também no site https://www.betterhelp.com. Ele é um dos mais indicados para quem busca acompanhamento especializado e sigiloso.

 A maioria das pessoas com transtorno do pânico tentará ambas as opções junto com a prática de técnicas de autoajuda. Além disso antidepressivos e benzodiazepínicos, podem reduzir a intensidade dos ataques de pânico e outros sintomas relacionados à ansiedade.

A psicoterapia pode ajudá-lo a lidar com emoções difíceis e a desenvolver técnicas de enfrentamento saudáveis. Independentemente das opções que alguém escolha, é importante obter ajuda para o pânico e a ansiedade. 

Quanto mais cedo o diagnóstico for feito e o tratamento começar, mais rápido a pessoa pode esperar para lidar com os sintomas e administrar a vida muito mais fácil.


Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

google.com, pub-2805716833148691, DIRECT, f08c47fec0942fa0