Auxílio Brasil com pagamento de até R$ 1.220,00; saiba quais os requisitos para receber

Atualmente, o Auxílio Brasil é o maior programa de transferência de renda do país, beneficiando milhares de brasileiros com parcelas de R$ 600 mensais. Entretanto, alguns cidadãos podem ter acesso a um valor dobrado de R$ 1.220, caso se enquadrem nos requisitos dos benefícios complementares ao programa.

Quer saber quais são esses auxílios e quais as exigências de cada um? Então continue nos acompanhando abaixo para saber se você tem direito aos outros valores!

para alguns beneficiários do Auxílio Brasil, o valor do benefício pode chegar a R$ 1.220. Veja como conseguir o aumento!
para alguns beneficiários do Auxílio Brasil, o valor do benefício pode chegar a R$ 1.220. Veja como conseguir o aumento! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Benefícios complementares do Auxílio Brasil

Embora o valor de R$ 600 seja temporário (somente será concedido até dezembro deste ano), é possível ter acesso a alguns benefícios complementares do programa para aumentar o valor das parcelas mensais. Confira quais são eles.

1) Benefício Primeira Infância

Nesse primeiro caso, a família beneficiária pode ter acesso a um valor extra de R$ 130 por crianças entre 0 e 36 meses incompletos que morarem na mesma residência.

2) Benefício de Composição Familiar

Em seguida, haverá um pagamento extra de R$ 65 para famílias que sejam compostas por gestantes, jovens entre 3 e 21 anos incompletos ou nutrizes. No caso, o valor é pago para cada integrante que se enquadre nessas situações.

Além disso, há algumas regras específicas para esse benefício, como no caso das lactantes, que têm direito a seis parcelas extras. Os jovens, por sua vez, devem estar devidamente matriculados em escolas ou terem concluído o ensino básico. Também é necessário que as mulheres grávidas realizem o pré-natal e as crianças tenham o calendário de vacinação em dia.

Veja também: Se eu conseguir um emprego AGORA, perco o Auxílio Brasil?

3) Benefício de Superação da Extrema Pobreza

Nesse caso, o objetivo principal da parcela é ajudar as famílias em situação de extrema pobreza a superarem essa condição. Portanto, famílias cuja renda mensal per capita seja menor que R$ 105 têm direito a um adicional de R$ 25 por pessoa.

4) Benefício Compensatório de Transição

Como as regras do Auxílio Brasil são diferentes do extinto Bolsa Família, algumas famílias tiveram uma redução no valor do benefício. Por esse motivo, elas podem ter acesso a um valor compensatório, que é um extra para que se atinja os R$ 400 do auxílio.

Outros benefícios complementares

Além dos auxílios acima, o Auxílio Brasil ainda conta com outros benefícios complementares que podem ajudar as famílias em situação de vulnerabilidade. Confira:

  • Bolsa de iniciação científica junior: estudantes que compõe um núcleo familiar que receba o Auxílio Brasil podem ter direito a uma bolsa que concede doze parcelas de R$ 100, além de uma parcela adicional de R$ 1.000 caso se destaquem em competições científicas e acadêmicas;
  • Auxílio esporte escolar: direcionado a atletas escolares com idade entre 12 e 17 anos. O valor e a forma de pagamento são os mesmos do benefício anterior;
  • Auxílio inclusão produtividade rural: famílias que vivem na zona rural também têm acesso a um benefício próprio, desde que se encontrem em situação de vulnerabilidade social. Logo, se elas não conseguirem investir em pequenas produções, podem ter acesso a parcelas extras mensais de R$ 200.

Veja também: AUXÍLIO BRASIL vai MUDAR? Confira o calendário de novembro

Via > Pronatec Pro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *